Monitoramento de multinacionais

Desde que foi fundado, em 1997, o Instituto Observatório Social tem como principal frente de trabalho o monitoramento da ação de empresas multinacionais com relação aos direitos fundamentais do trabalho. Em quase duas décadas de atuação, o IOS ganhou destaque e reconhecimento por observar e avaliar o comportamento de empresas nacionais, multinacionais e governos.

O Observatório Social estuda o comportamento socio-trabalhista das principais empresas multinacionais presentes no Brasil e na América Latina. A informação é obtida por meio de pesquisas, entrevistas com sindicalistas e trabalhadores, checagem de campo e, sempre que possível, conta também com a participação da empresa em estudo. A informação é tornada pública e visa fortalecer sindicatos e outras organizações da sociedade civil na luta por uma sociedade justa.

Para realizar esses monitoramentos, o IOS utliliza como base conceitual os Direitos Fundamentais do Trabalho, lançados pela OIT em 1998:

- a liberdade sindical e o reconhecimento efetivo do direito de negociação coletiva;
- a eliminação de todas as formas de trabalho forçado ou obrigatório;
- a abolição efetiva  do trabalho infantil; e
-a eliminação da discriminação em matéria de emprego e ocupação. 

Em junho de 2000, o IOS publicou o primeiro estudo sobre multinacionais no Brasil. A pesquisa sobre o comportamento social e trabalhista da multinacional Walmart logo foi seguida por pesquisas, estudos e mapas de outras empresas, como Embratel, Santander, Unilever, Honda e Odebrecht. Hoje, também fazem parte do acervo pesquisas e estudos com multinacionais de base brasileira.