Ação contra demissão de 300 trabalhadores da GM-Gravataí aconteceu ontem pela manhã

Os trabalhadores, que estavam em período de lay off, receberam a notícia do desligamento via telegrama

O Sindicato dos Metalúrgicos de Gravataí (SINMGRA) realizou nesta quinta-feira, 5, um ato de protesto contra a demissão de 300 trabalhadores da unidade da General Motors (GM) no município.

A empresa, que produz os modelos Prisma e Onix, onde o segundo foi líder de vendas no Brasil em 2015, com 125,9 mil unidades comercializadas demitiu os trabalhadores após o período de lay-off (suspensão temporária de contratos). A GM justifica o desligamento pela falta de recuperação no mercado queda em mais de 26% nas vendas da indústria nos primeiros quatro meses deste ano.

Segundo a SINMGRA, os motivos da montadora são inconsistentes e os trabalhadores sentiam que o pior momento de crise já havia passado, já que o modelo Onix, produzido pela GM, é o carro mais vendido do Brasil. O Sindicato comunicou também que os trabalhadores estão sendo comunicados da demissão por telegrama e que estão elaborando um plano de ação para recorrer ao Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região.

A manifestação de hoje é a união dos trabalhadores para tentar reverter o desligamento e apoiar os funcionários da GM. O evento ocorreu em forma de passeata, saindo da sede da entidade sindical em direção a prefeitura municipal gravataiense.

*Com informações da DCI

Crédito da Foto: 
Divulgação
Data e hora: 
06/05/2016 14:30 2016