Observatório Social abordará Meio Ambiente e o Trabalho Decente em coletivo da Contracs

Segundo o pesquisador do IOS, Vicente M. Neto, o mercado visa apenas o lucro e não gerencia os recursos naturais de maneira satisfatória

Associar oferta de trabalho decente em uma economia sustentável é o verdadeiro desafio atualmente para as organizações mundiais. Até porque a dignidade do trabalhador somente estará garantida em termos de condições básicas pelo Estado e sociedade, quando estiver garantida uma vida com qualidade, equilíbrio e segurança do ambiente onde a vida humana está sediada, notadamente o ambiente do trabalho. "O mercado é incapaz de gerenciar os recursos naturais de maneira satisfatória porque está baseado numa lógica de competição por lucros, de modo que as decisões não são tomadas levando em conta a sustentabilidade do planeta", diz o pesquisador do Observatório Social, Vicente M. Neto.

Segundo ele, quem acaba pagando a conta é o trabalhador. "Estas decisões têm grande impacto no meio ambiente, mas na grande maioria é a última coisa na escala de prioridades" ressalta. "É como se o meio ambiente não tivesse nada a ver com o ser humano, fosse uma coisa exógena, de fora. Não levam em conta a saúde do trabalhador nas planilhas de custos, se é que este tipo de coisa pode ser chamada de custo".

Este tema "Meio Ambiente e o Trabalho Decente" será um dos assuntos da 1ª Reunião do Coletivo de Meio Ambiente da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio e Serviços da CUT - CONTRACS, e terá como palestrante o pesquisador Vicente M. Neto. O evento acontece na próxima segunda-feira, 25,  na subsede da Confederacao.  localizada no bairro do Tatuapé, em São Paulo e tem como objetivo debater ações e estratégias

Tags: 
Crédito da Foto: 
Domínio público
Data e hora: 
20/04/2016 16:00 2016