Transição justa integrará temas de trabalho do Instituto Observatório Social em 2014

Diretores e coordenadores da FES e do IOS

Diretores e coordenadores da FES e do IOS em reunião nesta quinta-feira, 13

A partir da crise econômica de 2008, um tema tem ganhado destaque nas discussões sobre os direitos dos trabalhadores e o mundo do trabalho. A transição justa pode ser definida por um conjunto de medidas que buscam garantir qualidade de emprego, sustentabilidade, justiça e bem estar do trabalhador. Em 2014, o tema passará a integrar a lista do Instituto Observatório Social, a partir de parceria com a Fundação Friedrich Ebert (FES).

Representantes do IOS e da FES estiveram reunidos na quinta-feira (13) para iniciar o planejamento das atividades. Participaram da reunião a diretora da Friedrich-Ebert-Stiftung no Brasil, Tina Hennecken, a Diretora de Projetos Sindicatos, Trabalho Decente e Redes Sindicais da FES, Waldeli Melleiro, o presidente do IOS, Roni Barbosa, e as coordenadoras institucional e de pesquisa do IOS, Sheila Fernandes e Lilian Arruda.

Dentro da parceria, também está previsto o trabalho com o tema de empregos verdes. Assim como a transição justa, o conceito de empregos verdes começou a ser defendido com mais destaque a partir de 2008. Em linhas gerais, eles são empregos que reduzem o impacto ambiental das empresas e dos setores econômicos e que promovem a sustentabilidade sem esquecer da dignidade e dos direitos dos trabalhadores dentro e fora da empresa.

O calendário de atividades, que começou a ser construído, prevê a capacitação de trabalhadores e dirigentes sobre o tema, além de oficinas e atividades de mobilização e formação sobre o tema.

Crédito da Foto: 
Paola Bello/IOS
Data e hora: 
18/03/2014 15:30 2014