RAIO X DOS RAMOS RURAL E DA ALIMENTAÇÃO

Para que o alimento chegue à mesa do consumidor, ele precisa ser plantado, colhido e, muitas vezes, processado. Essa cadeia produtiva começa antes mesmo da semente chegar ao solo e só termina depois de comercializado. É neste processo que cerca de 14 milhões de brasileiros e brasileiras estão empregados.

No ramo da alimentação estão algumas das empresas com maior faturamento do país. Exemplo é a JBS Friboi, maior exportadora mundial de carnes e que ocupa a 202ª posição no ranking mundial da revista Fortune. No Brasil, a empresa está em 5º lugar no ranking de faturamento da revista, com cifras que superam a mineradora Vale, em sexto lugar. Em 2014, a multinacional faturou mais de R$ 92 bilhões.

Segundo a Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação, o setor tem 10,8% de participação no Produto Interno Bruto (PIB) do país, com crescimento de 91,8% desde 1992. Ainda segundo a ABIA, de todos os alimentos consumidos no Brasil, 85% passam por algum processamento industrial.

Juntos, os ramos empregam cerca de 14 milhões de pessoas. Confira o perfil completo de trabalhadores e trabalhadoras da agricultura, pecuária, indústrias de bebidas e de alimentação

Nas fábricas, os trabalhadores são majoritariamente homens – representam 83% dos empregados em indústrias de bebidas e 68% na fabricação de alimentos, de acordo com levantamento feito pelo Instituto Observatório Social. A pesquisa aponta, ainda, que mais da metade desses trabalhadores tem entre 30 e 49 anos, com remuneração que chega, no máximo, a quatro salários mínimos.

No início da cadeia produtiva, o ramo rural agrega mais de 12 milhões de trabalhadores e é responsável por 5,5% do PIB. Os homens representam 82% dos trabalhadores, cuja remuneração se concentra entre um e dois salários mínimos por mês.

Embora os números do ramo rural não sejam muito favoráveis aos trabalhadores e trabalhadoras, ele garante ao Brasil papel de destaque. O país é hoje o maior produtor mundial de cana-de-açúcar, segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Em 2012, foram quase 600 milhões de toneladas. Ainda segundo o MAPA, o Brasil é o segundo maior produtor mundial de soja, com mais de 86 milhões de toneladas na safra 2013/2014. Também assume liderança na produção e exportação de café e suco de laranja.