MPT quer reparação para problemas causados pelo amianto no país

 

Apesar da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que na semana passada decidiu pela proibição total do uso de amianto no país, o Ministério Público do Trabalho (MPT) quer garantir reparação dos prejuízos causados pela fibra. "Ainda que o amianto tenha sido banido do país, o rastro de morte e de sofrimento deixado ao longo de décadas – uma vez que a indústria do amianto se instalou no país na década de 1940 – permanece, já que os sintomas podem aparecer até 30 anos depois da exposição ao material", diz o MPT.

Nenhum conteúdo para a página inicial foi criado ainda.